sexta-feira, 21 de abril de 2017

Fotografia de: Síntia Mara Ott

A influência da tecnologia na literatura brasileira


      A literatura dos dias atuais, como todas as demais manifestações artísticas, condiz com o tempo e o contexto social em que está inserida, além do mais, um movimento de vanguarda não surtiria efeito no auge da Idade Média. O acervo literário brasileiro do século XXI, principalmente no que tange à dinâmica usada para redigir e ler textos, está baseada, respectivamente, no fornecimento de obras sucintas e leituras superficiais.
    As mudanças transcorridas entre o período do Romantismo, Simbolismo, Parnasianismo e demais vertentes diferem bastante, entretanto, possuem alguns objetivos em comum: agregar conhecimento ao leitor e/ou sensibilizá-lo através de históricas verídicas ou fictícias.
    Simplificando a linha de raciocínio anterior, romances, contos, tramas e outros tipos textuais (exceptuando os de caráter científico e informativo verídico) estão enfatizando a euforia da contemporaneidade não como algo que pode ser maléfico em demasia, mas como a única possibilidade da cidadã e cidadão serem aceitos pela sociedade contemporânea. Isso é perceptível na velocidade dos acontecimentos e baixo grau reflexivo que muitas obras desta última década estão proporcionando. Para ilustrar a situação toma-se aqui o exemplo de determinado livro que poderia ser escrito com maior aprofundamento nos pensamentos dos personagens, enfatizando seus devaneios psicológicos e sensações que eles tem em relação ao mundo criado pelo autor. Certamente, não seria uma obra valorizada em massa, uma vez que narrativas objetivas e perfunctórias chamam mais atenção pelo simples motivo de não exigirem muito esforço no ato da leitura, porque propiciam uma zona de conforto.
   Ultimamente, a maior garantia do sucesso de um livro no mercado literário se deve à sua praticidade, onde não é necessário reler alguns parágrafos para entender um pouco melhor o que o autor deseja repassar por meio da trama, dos personagens e do ambiente social descrito.
    É possível que grande parcela da população brasileira não demonstre tanto interesse como dantes em obras como Dom Casmurro, Vidas Secas, A Luneta Mágica, O Cortiço, O Guarani, etc. O problema não está canalizado na antiguidade de tais obras, mas na futilidade da leitura sem qualidade à qual muitas crianças, jovens e adultos estão expostos.
    Também é válido ressaltar que, dentre as faixas etárias citadas anteriormente, os públicos mais afetados são o infantil e juvenil. As redes sociais e canais multimídia se apropriaram das mesmas técnicas do mercado de marketing: textos breves, imagens apelativas e, não raras vezes, informações distorcidas. A própria página do G1 divulgou, no ano de 2012, uma nota fornecendo dados sobre a queda de leitores em 9,1% em apenas 4 anos. Se nova pesquisa viesse a ser efetuada esses dados provavelmente seriam muito mais preocupantes.
    A influência da tecnologia e globalização na literatura brasileira causa desmotivação em diversos escritores que gostariam de enfatizar características do próprio território nacional e fugir dos padrões de leitura superficial. Uma das consequências é a preferência desses autores pela criação de obras que estejam baseadas no convencionalismo.
    Apenas escritores não serão suficientes para reverter o quadro da oferta e leitura de baixa qualidade. A resolução deverá emergir da sociedade como um todo: do governo brasileiro, intermediado pelo Ministério da Educação, incentivando e fornecendo literatura de qualidade; das famílias que poderão dialogar com os filhos sobre a superficialidade de diversas informações disponíveis na internet; e da comunidade, que necessita mobilizar-se em busca de mais eventos literários, valorização e ampliação do acervo das bibliotecas públicas do país.
   Desde já, agradeço você, leitora ou leitor, pelo interesse na presente postagem. Opiniões que complementem ou questionem os argumentos expostos são bem-vindos nos comentários.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui suas sugestões e opiniões acerca do conteúdo visualizado